O BOM DO FIM DE UMA PESCARIA É QUE JÁ ESTAMOS INICIANDO OS PREPARATIVOS PARA A PRÓXIMA.

segunda-feira, 18 de julho de 2011

Peixes de Água Salgada - Peixe Espada

PEIXE ESPADA




Nome Popular
Peixe-espada/Cutlassfish atlantic



Nome Científico
Trichiurus lepturus

Família
Trichiuridae

Distribuição Geográfica
Regiões Norte, Nordeste, Sudeste e Sul (do Amapá ao Rio Grande do Sul).

Descrição
Possui o corpo muito comprido e comprimido; boca grande e pontuda com dentes caninos; olhos grandes; nadadeira dorsal muito longa; nadadeiras pélvicas e caudal ausentes; nadadeira anal formada por uma série de espinhos bem separados. Linha lateral bem abaixo da região mediana do corpo. A coloração é uniforme, prateada com reflexos azulados. Alcança 1,5m de comprimento total e 4kg.

Ecologia
Espécie costeira, encontrada em cardumes em águas costeiras com fundo de areia ou lama, que entra freqüentemente em estuários Alimenta-se principalmente de pequenos peixes. Os adultos se alimentam próximo à superfície durante o dia e migram para o fundo e para as regiões costeiras a noite. Já os juvenis e pequenos adultos formam cardumes a mais de 100m de profundidade durante o dia e sobem à superfície a noite para se alimentar. Peixe bastante esportivo. O valor comercial é baixo, embora a carne seja de boa qualidade e comum nos mercados.

Equipamentos
Equipamento médio, linhas de 10 a 20 lb., anzóis até o n° 5/0 e bóia luminosa nas pescarias noturnas.



Iscas
Iscas naturais, como pedaços de peixes, camarões e outros crustáceos, moluscos, e iscas artificiais, como plugs de meia água e jigs. Dependendo da situação, use empate de aço.

Dicas
Deve-se tomar cuidado ao manusear este peixe, pois a mordida pode causar sérios danos.




Nenhum comentário:

Postar um comentário